quinta-feira, 9 de outubro de 2008

prEtO.nO.bRanCo



Tentei ser branca, mas sou negra.

Sou irascível, irresponsável, arrebatadora, impetuosa, precipitada e sobretudo muito impulsiva. Só vivo no 8 ou no 80. Ou muito ou nada. Odeio rótulos, tento não os pôr e é o que mais recebo.
[Não gosto que me comparem, não me comparem!]

Não sou narcisista, porém este post é inteirinho sobre mim. E porquê? Porque as pessoas só se sentem seguras junto do meu perfume quando acham que me entendem...mas se nem eu me entendo, como é que alguém o pode almejar?

...desculpa, mas escrevo com demasiadas metáforas e sou pragmática quando falo, cara a cara. É ao contrário, eu sei...não me importa.


[mesmo.]

Assim como não me importa que me insultes, mas se gosto de ti - e se gosto, é sem muitos nem pouco. ja disse, gosto ou não gosto - vai-me magoar.

Importa-me que me interpretes. Não faz sentido. Não gosto de me explicar nem de me justificar. Não preciso.

Não gosto que me sufoquem. Gosto que me abracem, quase até ao limite, com carinho, ou até com paixão, mas deixando aquela fresta que me relembra que sou livre.
Vivo livre, não consigo sentir-me de outra maneira.

Gosto de correr o mundo, mas gosto de voltar para casa, ou pelo menos saber que a tenho.
Gosto de luzinhas a piscar, e de música aos berros, e de sons cubanos e de música de pé rapado.

Gosto de abraçar os meus amigos todos, dar miminhos e ser carinhosa, infantilmente. Não quero saber de segundas intenções, não existem. Quando existem, os meus olhos tornam-se inconfundíveis. Por isso, não inventes. Não inventem.

[But i'm fun]

É isto.









"as cantigas à desgarrada foram inventadas por gagos que queriam discutir!"



2 comentários:

Rato disse...

"peoplle used to say she's as quiet as a mouse" gostei desta parte :P
Mas nao me tomes como exemplo lol

Beijoca

PS: eu almejo entender-te um dia......

O Ignobil disse...

"back in black ... and glad to be back"?


**